Arquivo da tag: Uruguai

Vídeo

Projeto de lei que regulariza a maconha no Uruguai

Para quem ainda tem preconceito com a regulação do uso da maconha no Uruguai eu recomendo este vídeo e digo apenas uma coisa: “Pergunte a um traficante se ele é a favor da regulação do uso das drogas e certamente ele dirá não!”

Anúncios

Dicas do Uruguai

Gosto muito de escrever sobre os locais novos que conheço e, também adoro viajar. Cada lugar sempre tem algo a nos contar, o problema é que muitos viajantes não sabem ouvir o que os lugares contam.

Viajar sem conhecer lugares é ser analfabeto folheando livros é olhar apenas as fotos sem ler as legendas. Assim, quando viajo gosto de ler sobre a cultura, entender a formação histórica e saber porque se come determinados alimentos lá.

Por isso que eu digo que minha melhor viagem foi para o México, estudei bastante, aprendi um pouco sobre eles e isso me fez ter vontade de voltar para lá.

Mas falando sobre o Uruguai, esta foi uma viagem adiada por vários anos, por falta de tempo, por falta de dinheiro ou por motivos climáticos, então criei expectativas e elas foram atendidas.

O país é super organizado, limpo, trânsito não tão caótico e as pessoas super simpáticas. Entendem muito bem nosso português e o espanhol deles é o mais fácil de ser compreendido do que os outros países que conheci.

A comida é muito boa, esta história de almoçar um dia no Mercado do Porto é talvez a melhor dica turística para um almoço típico (entenda: carne e apenas um acompanhamento). Beba um vinho ou uma cerveza Patrícia. O doce de leite na sobremesa supera em sabor os argentinos. Para um lanche, escolha um dos muitos restaurantes da rede La Pasiva.

A moeda deles está numa cotação não muito favorável para nós, mas o país é barato, com exceção da comida, prepare uns 100 reais por dia entre café, almoço e jantar. Fiquei sabendo de alguns assaltos perto do hotel, mas isso é comum em todo o mundo, inclusive na Europa e nos EUA, então não descuide nunca da sua carteira.

As roupas são mais baratas, falei que quero juntar dinheiro aqui no Brasil e reorganizar meu guarda-roupas lá, não se compara aos padrões americanos de preço, mas são mais baratos que o Brasil e uns cortes diferentes, modelos novos.

Para conhecer a cidade nada melhor que um passeio a pé pelas ruas, olhando, reconhecendo, tirando fotos e se encantando com o povo. Para ir a cidades próximas pode ir de ônibus de linha mesmo, nada de contratar um transfer caríssimo do hotel. Os ônibus são equipados com redes wireless, superconfortáveis e as estradas duplicadas.

Ficou saudades, até pelo pouco tempo que estive lá, mas quero voltar em breve, desta vez para conhecer a cidade de Colônia do Sacramento e voltar novamente a Punta del Este.

Punta del este – 3º dia no Uruguay

punta del este by jailsonrp
punta del este, a photo by jailsonrp on Flickr.

No terceiro dia fomos a Punta del Este, uma cidade turística, de temporada, localizada na província de Maldonado, a leste de Montevideo.
Fomos de ônibus de linha, saindo de uma rodoviária luxuosa, que mais parece um shopping. O ônibus tem wi-fi gratuito e é muito melhor que os que conhecemos por aqui.
Paramos no terminal errado, em Maldonado, mas um táxi nos levou até Punta mesmo. Chegando quase na hora do almoço, fomos procurar um local para comer e, claro que escolhemos um com uma excelente vista.
Comida uruguaia, carne com um carboidrato e tomamos uma sangria.
Depois caminhar pela praia e conhecer o local, visitar o monumento de Las Manos, pisar na areia da praia, muito bom, pena que o clima não ajudou em nada. Uma névoa o tempo todo e vento frio.
Voltamos para Montevideo no mesmo dia, final da tardem porque no outro dia tínhamos que voltar para casa.
Valeu e deixou um gostinho de quero mais, quem sabe na próxima visita.

Montevideo – 2º dia

Montevideo by jailsonrp
Montevideo, a photo by jailsonrp on Flickr.

No segundo dia que estive em Montevideo foi para fazer um city tour. Sai caminhando pela cidade, do hotel até o centro histórico, são bem uns 20 quadras.
Amo caminhar e conhecer os lugares, assim vc pega os detalhes, e foca a atenção naquilo que acha mais interessante.
Fui até a Praça da Liberdade, Mercado do Porto (onde aproveitei para comer), Museu do Carnaval, Teatro Sólis e o marco de entrada da cidade.
Devo confessar que eu me encantei pela cidade, realmente é ma Buenos Aires, menor, melhor, limpa e organizada. Não tem todas as opções de recreação, mas com certeza não deixa nada a desejar.
Amanhã conto a experiência em Punta Del Este

Montevideo – 1º dia (07/11)

Montevideo by jailsonrp
Montevideo, a photo by jailsonrp on Flickr.

Gosto de manter um diário de minhas viagens atualizados e gosto de fazer isso enquanto estou viajando, mas desta vez vou dizer que deu uma preguiça.
Meu blog também anda meio desatualizado, mas tudo irá mudar, prometo, com meu irmão terminando meu escritório terei um espaço melhor que a cama para escrever.
Este ano viajei mais do que estava planejado, de forma que tinha muitos dias de folga e pretendia juntá-los com minhas férias oficiais, o que não foi possível, mas pode-se pensar que minhas férias começaram neste dia que fui a Montevideo (prefiro a grafia em espanhol, acho mais legal).
Fui com um amigo, Paulo, que se mostrou um bom companheiro de viagem exceto pelos horários, eu sou mais diurno e ele noturno, mas tudo se ajeita na próxima.
A chegada no aeroporto MVD é muito legal, mas mostra um país vazio, eu pensei que encontraria uma cidade pequena com pouca coisa para ver, mas felizmente me enganei.
Fiquei no Ibis, minha primeira opção na hora de viajar, pelo preço, comodidade e por saber o que vou encontrar sempre, eu tenho compartilhado minhas experiências em hotéis, restaurantes e atrações turísticas no site do TripAdvisor (http://www.tripadvisor.com.br/members/Jailsonrp).
Chegamos, fomos de táxi, uma modernidade, com wi-fi livre e a senha anotada para vc usar mesmo. Depois no hotel começou a chover e não nos restou nada além de ir ao shopping, conhecer um pouco dos uruguaios e seus hábitos de consumo.
As lojas mais chiques e as de eletrônicos colocam seus preços em dólares na vitrine, enquanto as normais e mais populares anunciam em pesos. Os preços de roupas são bem mais baratos que no Brasil, mas se prepare para gastar mais em alimentação. Gostei das opções, e trouxe até um suéter para casa.
Jantamos num restaurante no shopping mesmo e depois voltamos pro hotel, mortos para curtirmos o outro dia, esperando que não chovesse.