Arquivo da tag: TV

True Blood e meu medo de vampiros

>Essa semana começou a reprisar a primeira temporada da série True Blood. Muito badalada entre os mais cults, trata do preconceito vivido pelos vampiros que vivem em uma região dos Estados Unidos. Os vampiros, com vários poderes e fraquezas são apresentados como minorias.
Os dois primeiros episódios foram bem interessantes, com cenas fortes de sexo e um alto apelo homoerótico, e diálogos emocionantes.
Mas por trás de tudo isso há, ainda, meu medo de vampiros. Desde criança eu tenho medo que eles entrem pela minha janela e me mordam. Algum psicólogo poderia me dizer o que isso significa? Eu sei que sempre que vejo um filme/seriado desses eu acabo sonhando com isso à noite, com pesadelos de cair da cama.
Veremos o que a temporada apresentará e quantos sonhos terei antes da 4ª temporada que começa em maio.

Anúncios

Parece que já vi essa pessoa antes

>Você já teve essa impressão: Encontrar alguém na rua e achar a pessoa parecida com alguém que você conhece ou parecido com um famoso?
Então, você chama a atenção de outra pessoa e inicia um diálogo:
– Você não acha ela parecida com o Dr. Zoidberg?
– Quem?
– Zoidberg!
– Quem é esse, em qual clínica atende?
– Não não, ele não é médico, ele é um personagem de um desenho, Futurama.
– Que desenho é esse?
– Dos mesmos criadores de Os Simpsons, o desenho se passa no ano 3000, num futuro, tem um robô mau caráter, alguns humanos, uma ET de um olho só e o Dr. Zoidberg, um crustáceo.
– Os Simpsons eu já vi, mas não tem nenhum robô mau caráter lá nesse desenho.
– Mas não é o desenho dos Simpsons, é outro desenho o nome é Futurama.
– Não sei quem é.
– Espera ai que eu te mostrarei – Saca o celular, entra no google imagens e faz uma pesquisa, ai mostra a imagem para a pessoa.

– Mas esse eu conheço, é um desenho maluco que eu assistir na casa do meu primo.

Esse pequeno diálogo aconteceu de verdade, transcrito quase literalmente e, sim, conhecemos uma mulher que é a cara do Dr. Zoidberg.

Heroes

>Meu novo vício chama-se Heroes. As pessoas mais próximas de mim sabem que eu adoro quadrinhos e que compro (e leio) compulsivamente tudo que sai sobre eles. Chegou na minha mão o HQ Heroes volume 1, depois que li e não entendi muita coisa resolvi comprar a primeira temporada. O fato de eu não ter entendido certos detalhes do HQ foi o fato que ele complementa a série da TV.

Agora que já sei quem são os personagens e como a trama se desenvolve, viciei nos episódios, há personagens preferidos e aqueles que você gostaria de ver fora na próxima temporada.
Terminei a segunda temporada semana passada e só irei para a terceira quando chegar o 13º salário. Com relação à assistir na TV, até marquei na minha agenda, porém o Universal Channel mudará a apresentação para as terças-feiras, coincidindo com The Big Bang Theory, ai não dá!

>Orlando Drumond, 90 anos – Seu Peru

>Uma grande homenagem do Canal Cartoon Network.


>Errata

>Estou acordado ainda porque estou fazendo as correções do material que eu escrevi. Faz parte do trabalho na editora, e, enfim, o prazo é amanhã.
Meus dias estão corridos demais aqui na empresa, mas estou sentindo que o trabalho deu uma oxigenada, tenho tempo para prestar a atenção na TV, nem que seja por 15 minutos.
Quem conhece meu trabalho sabe que eu não gosto de atrasar nos prazos, e, ainda, sou um pouco perfeccionista, mas gosto do meu jeito virginiano de ser.

Audiência do Chaves

>A turma do Chaves não está entre meus programas favoritos, mas confesso que eles têm muito a contribuir com a gente. O humor inocente chama a atenção das crianças, e mesmo após tanto tempo, ainda atrai o IBOPE da TV.
Achei muito interessante a reportagem da folha on line sobre a audiência que desbanca a Globo e também penso que para ser visto um programa basta ter qualidade e não bundas de fora.

Meus presentes de Natal

>Esses foram os presentes que ganhei de Natal esse ano. Todos sabem que eu adoro ler e que adoro filmes, música, comédias e cultura pop. Não tenho como dizer qual gostei mais, apenas que todos foram muito a minha cara mesmo.
O primeiro, traz uma visão bem filosófica sobre o homem moderno e a influência da TV na construção pensamento atual.


A turma do Casseta & Planeta está entre o gruipo de comediantes da TV aberta que mais gosto. A crítica sobre a política brasileira e a maneira que eles tiram com a própria Globo é algo que vale a pena ser destacado.

Os Normais estão entre a série da Globo que eu lembro de assistir todas as sextas-feiras. Acho que o humor deles é mais refinado que o do Casseta, e rir dos relacionamentos, para mim, é algo que aprendi muito nesse ano.
O outro presente é uma preciosidade. Acredito que, se as coisas continuarem da forma que estão hoje, ele será uma raridade e o único da cantora. Adoro Amy Winehouse, e também, tenho uma ligação afetiva com uma música dela.

O último presente, mas não menos importante, foi um conjunto de sabonetes Nativa SPA do Boticário. A pessoa que me deu acertou, pois eu acho cosméticos uma coisa muito útil mesmo, ainda mais para mim, que moro sozinho.Acho que todos os meus amigos acertaram no presente mesmo, obrigado a todos.