Arquivo da tag: Bruxelas

Bruxelas: atentados e chuvas

Minha breve passada em Bruxelas chega ao fim, amanhã vou para Amsterdã. Hoje não fiz muita coisa, porque aqui só chove, esta tudo molhado, goteiras em todos os metrôs, poucas pessoas na rua e a sensação de insegurança.
Ontem um rapaz fez um protesto aqui próximo, numa cidade chamada de Liege, matou 4 pessoas e deixou a cidade em pânico. Há avisos para evitar o metrô, a polícia está rondando tudo, o trânsito está péssimo, e até por isso que eu resolvi ficar no hotel.
Pela manhã fui no museu de instrumentos musicais, ficando lá até às 4h da tarde, com direito a ouvir o sons de muitos instrumentos medievais e de outras culturas, ele é interessante demais e vale a vinda até Bruxelas. Eu só sinto que minha formação musical foi péssima, com isso não aproveitei mais.
Por hoje é só, sem fotos.

Segundo dia em Bruxelas

Attomium by jailsonrp
Attomium, a photo by jailsonrp on Flickr.

A minha viagem esta ótima, mas já estou naquele momento de voltar pra casa e pegar um sol. Não se passa frio na Europa, tudo tem calefação, mas andar de bermuda e chinelo é bom né.
Hoje fui no museu de História em Quadrinhos aqui, que contra muitas histórias de quadrinistas da região. Aprendi, por exemplo, que o criador dos Smurfs é belga; depois de exercitar meu péssimo francês, lendo muitas histórias em quadrinhos, fui até o Attomium. Criado em 1958 para a exposição mundial que teve na Bélgica, ele apresenta uma vista de toda a cidade, pena que a hora que eu estava lá em cima chovia.
Saindo dali, fui ao lado, onde fica a MiniEuropa, com os principais monumentos dos países que compõem a Comunidade Europeia. Muito interessante, um pouco interativo, com os hinos dos países, acho que vale a visita mesmo.
Por fim, jantei na feira internacional, ao lado da MiniEuropa, onde tem restaurantes do mundo todo, incluindo um brasileiro.

Bruxelas, a pequena Paris

Saí outros manhã de Londres e pouco antes das 15h eu estava no hotel aqui em Bruxelas.
O que falar de Bruxelas? Acho que o título deste post não deve agradar muito aos belgas, mas ele também pode ser mudado para: Bruxelas, a Paris que deu certo. Aqui é a capital da Comunidade Europeia, por isso, quando cheguei tinha uma manifestação contra as medidas de Angela Merkel, que é uma das mulheres mais faladas hoje na Europa.
Fiz uma caminhada por boa parte do centro para reconhecer a cidade e a primeira impressão é de que ela é pequena e que muita coisa fecha nas segundas-feiras.
Conheci boa parte dos prédios históricos, o Parque de Bruxelas com o Tintim na entrada, o palácio real com os belos jardins na frente e caminhei até a Rua Pacheco.
A cidade é trilingue: francês, holandês e inglês, o povo é receptivo e a cerveja é boa.