Dicas do México

Palácio de Belas Artes by jailsonrp
Palácio de Belas Artes, a photo by jailsonrp on Flickr.

Minha viagem para o México foi fantástica, eu estava mesmo precisando de férias. Neste post, ilustrado pelo palácio de Belas Artes, um dos muitos museus na cidade sarei algumas dicas para curtir o que há de melhor lá.
No blog coloquei um post por dia das coisas que eu fiz, então para algumas seções específicas, consulte estes posts, aqui são mais dados gerais.

Passagem – Fui de TAM, o aeroporto é próximo da cidade, o táxi não é caro, tem metrô ligando o aeroporto ao centro e o deslocamento é tranquilo. Há a empresa nacional, a Aeroméxico, que atende o país inteiro e parte do terminal 2, a TAM pára no terminal 1, mas tem um metrô que liga os dois terminais.

Hospedagem – Em Mérida eu fiquei no Ibis (U$ 50,00), além de ser aquele padrão que já se conhece, fica bem localizado. Já na cidade do México me hospedei num hotel que era uma pequena vila, chamada de Casa González que eu reservei pelo Booking, com várias referências no TripAdvisor. Altamente recomendado, bem no centro, atendimento cordial e ambiente limpíssimo (U$ 60,00/dia).

Deslocamentos – quase todos os deslocamentos da cidade foram feitos de metrô ou ônibus, o que me rendeu uma economia tremenda. Além de extremamente baratos (R$ 0,50 o metrô e R$ 0,80 o ônibus) eles cobrem a cidade inteira. Táxis não são, em geral caros, mas também não fui a locais longes com eles.

Comida e bebidas – A alimentação é a base de milho, tudo na cidade cheira milho queimado, mas há excelentes restaurantes internacionais, com cardápios variados. O mexicano come muito na rua, mas apesar da limpeza local eu não aconselho ninguém.
Aliás a limpeza do povo mexicano deveria ser um capítulo a parte: o tempo todo estão limpando, do chão às mesas, tudo brilhando, mesmo as ruas, metrô e muito mais, neste ponto o Brasil tem muito a aprender com eles.

Comentários gerais – A melhor época do ano para ir realmente é no início do inverno (nov. – dez.), além de seco, as temperaturas não sobem mais do 25°C).
A moeda deles é o Peso Novo Mexicano, uma forma simples de converter para real é dividir o valor apresentado por 5, assim um café de MEX$ 20,00 será R$ 4,00 (dá um pouco menos, mas pelo menos vc não tem susto na volta).
Muita coisa não abre na segunda, o que te obriga a um planejamento bem eficiente para que não se perca um dia das férias (eu fui a Teothiuacán na segunda que estive lá).

O México é um país de diferentes culturas, Maias, Astecas, Teotecas, Olmecas e muito mais, então, se você vai conhecer as pirâmides em diferentes lugares eu sugiro que o primeiro lugar a ser visitado seja o museu de Antropologia que fica na Cidade do México e é um dos maiores do mundo nesta área.

Por fim, sugiro deixar no mínimo 10 dias para a cidade do México.
Obs.: Vai ter um post específico sobre Frida Kahlo e Diego Rivera.

Anúncios

Uma resposta para “Dicas do México

  1. J, meu caro amigo…
    Suas descrições sobre os lugares, as impressões são muito precisas e empolgantes. Sempre mostrando o lado bom e alguma adversidade de um passeio, monumento, ou local que nos deixam livres pra encarar ou não uma viagem como essa. Confesso que não tinha curiosidades sobre o México até ler os posts. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s